Informações
  • Publicado em: 12/01/2016

Com a proposta de resgatar e divulgar uma tradição que ultrapassou gerações e, hoje, é pouco conhecida, o Continente Shopping recebe a exposição ‘Arte de navegar’. Nove canoas entalhadas no tronco de guarapuvu, assim como eram produzidas décadas atrás por pescadores artesanais, podem ser visitadas na mostra. O evento tem entrada gratuita e traz um pouco da história dos índios, os primeiros e criadores das canoas, e os imigrantes açorianos que as adaptaram para seu uso no mar.

O artista plástico e curador da exposição, Lourival Medeiros, morador de São José, neto e filho de pescador, traz dois tipos de canoas que foram produzidas manualmente: a de borda lisa, para serem usadas em mares mansos, e a bordada, que recebe um reforço na lateral para oferecer mais segurança aos pescadores ao quebrar a rebentação de mares mais agitados.

Todas as canoas expostas foram entalhadas no tronco de guarapuvu. “Antigamente, meu avô fazia este tipo de trabalho manual que pode demorar mais de um mês para ficar pronto”, recorda Lourival. Segundo ele, hoje em dia em São José não é mais realizada esta arte. “Encontrei um senhor somente na Enseada do Brito, em Palhoça, que ainda produz estas canoas”, destaca.

Para aflorar ainda mais as recordações e não deixar esta cultura morrer, Lourival – por meio da Fundação de Cultura de São José – criou uma regata de canoas, que já tem data para ser realizada, dia 20 de março. Durante o evento, que será na praia do Centro Histórico da cidade, as canoas expostas no Continente Shopping serão colocadas no mar. Esta será a segunda edição do evento.

 

Serviço

O quê: exposição de canoas ‘Arte de navegar’

Quando: de 12 de janeiro a 29 de fevereiro

Onde: na praça central do Continente Shopping

Quanto: gratuito

Compartilhar
Indicar para amigo
Novidades relacionadas